Sexta-feira, 9 de Maio de 2008

Paranormal

Joaquim Monchique nesta peça, escrita pelo actor brasileiro Miguel Falabella, veste a pele da personagem Professor Adamastor (um esotérico que vai tentar descobrir quem são e onde param vários desaparecidos) e de mais 15 diferentes personagens, que entretanto, à medida que decorre toda a situação, vão surgindo e ganhando vida própria. A ideia desta peça surge após Miguel Falabella ter lido um relatório da Cruz Vermelha que, existe um maior número de pessoas que desaparecem comparativamente ao número dos que perecem na sequência de catástrofes naturais, pretendendo assim responder à questão: "Para onde vão as pessoas que, deliberadamente, se despedem ou não de suas famílias, para recomeçarem as suas vidas em sítios distantes?"

 

A acção começa quando o Prof. Adamastor recebe uma mulher (a nortenha Srª Conceição) com os seus dois filhos (Narciso e Rebeca), que procura o seu marido desaparecido há três anos que, por sua vez, terá fugido com outro homem. A partir daí tudo se complica, transformando-se numa complexa rede de interconexões sensoriais a partir do canal de comunicação, o professor esotérico.

 

Parece que este é o monólogo visto por maior número de pessoas em Portugal, até ao momento.

Acabei há pouco mais de meia hora de ver esta peça e confirmei o que já considerava. O Joaquim Monchique é sem dúvida um excelente actor além de um excelente comunicador com o público.

 

 


publicado por Brama às 00:00
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Maria a 9 de Maio de 2008 às 10:19
Parece interessante! Mas aqui à parvónia nunca aparecem essas peças! Só as merdas de sempre!


De hydrargirum a 9 de Maio de 2008 às 15:02
Ai Brama, não podíamos ter opiniões mais diametralmente opostas...eu fui ver essa peça, na companhia do TalesMaker e outros amigos e amigas...e só não dei um tiro na cabeça pq não tinha com o quê....

Seja como for, a minha opinião não interessa...gostaste, divertiste-te, isso sim, makes it worthwhile:)

:)))


De Brama a 9 de Maio de 2008 às 15:16
Deixas-me intrigado. Gostava de saber porque não gostaste? Foste a única pessoa até ao momento, daquelas com que já falei e viram, que diz não ter gostado.

Eu confesso que também acho que nesta peça, todos os ingredientes se juntaram para que o Monchique brilhasse. Afinal, é o único actor em cena e para ajudar ainda mais, interpreta várias personagens quase em simultâneo ... o que lhe dá logo mais pontos. Mas admito que mesmo assim, não seria fácil o desempenho já que se torna muito stressante passar de uma personagem para outra, alterando imediatamente gestos, postura, voz, pronúncia e não esquecer ou trocar o texto ou até enganar-se na pronúncia. Acho que ele encarnou de modo espectacular as diferentes personagens da acção o que mostra a sua versatilidade, homens e mulheres de diferentes idades, condutas pessoais, lugares. Ainda se torna mais complexo porque o texto não é assim tão fácil, é muito frenético e a misturada e transição entre as várias personagens torna-se quase esquizofrénica.
Não, sinceramente gostei. Fico curioso de perceber o que não gostaste.


De Graduated_fool a 10 de Maio de 2008 às 15:54
Eu não fui ver com LC, Hydra e TheTalesMaker, apesar do convite, porque calculei logo que não iria gostar. E iriamos pagar apenas 1 euro, imagine-se!
Não nego que o Monchique é excelente, nem a coisa se coloca nesses termos, certamente que é e que esteve muito, muito bem na peça.
Mas isso não me chega. Tenho quase a certeza de que iria sentir o que o Hydra sentiu (talvez por sermos Leões. lol) Mal ouvisse as 2 ou 3 primeiras brejeirices, as 2 ou 3 piadas fáceis... passava-me e já não iria achar graça, no geral.
Assim que ouvi falar da peça (por parte de pessoas que gostaram muito) percebi logo que tinha feito bem em não ir. Depois quando li o post do Hydra, fiquei com a certeza.

Pronto, Hydra, somos uns desgraçados de uns snobs, está visto!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. SIA Lentil

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Sem "papas na língua", co...

. Heartbeat Educação

. Que seria de nós sem um G...

. Como estamos em Ditadura ...

. Born Free

. MDNA, in full conviction!

. Cheikh N`Digel Lô e MDNA

. É assim que Shanghai pens...

. Aziza Mustafa Zadeh

. O tempo é escasso

. Só para relaxar um pouco ...

. Mulher que mata qualquer ...

. She give me money ... whe...

. Ainda estou vivo

. Because of You ...

. Inté

.arquivos

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Junho 2012

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds