Segunda-feira, 6 de Agosto de 2007

Quem disse que somos livres?!

(foto retirada da internet)

 

PRISIONEIROS SOMOS TODOS. Liberdade?! igual a felicidade ... meras utopias ... conceitos que se apregoam para entreter o povo incauto, insensato que ainda crê deles ser detentor. E os que não crêem? ...esses refilam, escarnecem, cospem ...mas ninguém os ouve ... até que se calam e sucumbem ao cansaço ... exaustos ... acomodados ou não ... mas irremediavelmente prisioneiros do silêncio ... o silêncio inglório de ser esta a ordem natural e assim continuar a ser sempre ... ordem natural ... e há os outros, os que querem dar uma imagem positiva de si prórios e que, sem há muito acreditar, esforçam-se e insistem em levar os demais a crer que são livres ou irão ser um dia ... esses são os prisioneiros da opinião dos outros, da boa imagem que nos outros querem depositar de si próprios, prisioneiros da teia de ilusão que em seu redor meticulosamente teceram.

Sim, PRISIONEIROS SOMOS TODOS. Prisioneiros dos afectos, das emoções, da amizade e do amor, dos anseios, dos medos, das inseguranças, das angústias, da família, das convenções e ritos sociais, sim...das tais práticas imemorialmente estabelecidas, que de cedo nos impuseram como modelos de conduta e correcção únicos e indiscutÍveis ... que seguimos como bobos irracionais ... aparafusados peça por peça numa linha de montagem única, num acto contínuo ao longo de gerações...sobremaneira irritante...

Prisioneiros da aceitação, da integração, do sucesso, das tendências, de religiões, da ordem política, da justiça e da injustiça ... do passado, do presente e do futuro...prisioneiros da vida ... dos mil fantasmas que à noite nos assaltam, nos deixam vulneráveis, febris ... prisioneiros do corpo que habitamos mas não escolhemos, da eterna solidão de nós mesmos ... PRISIONEIROS DA VIDA ...

Sim ... PRISIONEIROS, PRISIONEIROS SOMOS TODOS !

                                                                                                                                                    Brama

                                                                                                          

sinto-me:

publicado por Brama às 02:08
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Maria a 6 de Agosto de 2007 às 12:30
Penso que em alguns pontos tens uma visão um pouco determinista e pessimista. Em certos momentos é bom ser "prisioneiro": prisioneiro de um amor por um filho, de uma paixão forte, de uma dedicação a uma causa que nos faz viver... Quanto ao resto, é obvio que temos limitações e que temos que estar limitados a algumas convenções, mas o pior de tudo é quando não conseguimos ser livres no sentido de verdadeiros connosco próprios, e com aqueles que são importantes para nós...


De Brama a 6 de Agosto de 2007 às 12:52
Concordo perfeitamente com o que referes...mas também a ideia q eu quero dar é q de facto somos sempre prisioneiros de um variado conjunto de coisas, não está em causa que em alguns aspectos isso até pode ser bom, para dar um certo sentido à vida...mas de facto somos prisioneiros, não somos totalmente livres nunca...até de um filho que se pode desejar muito...a pessoa a partir do momento em que o tem sabe que tem ali uma respnsabilidade até ao fim dos dias ... viverá sempre atormentada com o facto de algo de mal lhe acontecer...


De Zé L. a 6 de Agosto de 2007 às 23:28
Perante os comentários da suspeita e do autor não há mais nada a dizer. Ambos têm razão. Somos prisioneiros e nem sempre é mau sê-lo.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. SIA Lentil

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Sem "papas na língua", co...

. Heartbeat Educação

. Que seria de nós sem um G...

. Como estamos em Ditadura ...

. Born Free

. MDNA, in full conviction!

. Cheikh N`Digel Lô e MDNA

. É assim que Shanghai pens...

. Aziza Mustafa Zadeh

. O tempo é escasso

. Só para relaxar um pouco ...

. Mulher que mata qualquer ...

. She give me money ... whe...

. Ainda estou vivo

. Because of You ...

. Inté

.arquivos

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Junho 2012

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds