Sábado, 4 de Outubro de 2008

Quem são os maus?

 Quando era ainda muito pequeno (não que agora seja extremamente grande), tinha ideias muito rígidas sobre o certo e o errado, o bom e o mau, o correcto e o incorrecto, o justo e o injusto. Recordo-me como na minha lógica pueril, todos os presidiários eram bandidos, criminosos, malfeitores e só poderiam merecer as grades como destino último.

Depois cresci, questionei, ponderei, avivei e ... MERDA!!! ... como é possível?! ... fui defraudado anos e anos da minha existência. Estão presos apenas alguns "pequenos" maus, alguns pobres desgraçados que não causam grande mossa, pouco influentes, sem voz e sem qualquer capacidade de se poderem defender. Afinal os "grandes" maus estão todos cá fora e eu a pensar que a pouco e pouco estava protegido deles. Como pude ser tão ingénuo. Estão todos ou quase todos por aí a pavonear-se e a gozar com esta merda toda, a rir na nossa cara e a utilizar-nos como peças num tabuleiro de xadrez, à sua boa vontade. Pior que tudo foi aperceber-me que, no meio dos pobres presidários malfeitores, figuraram ao longo da História da Humanidade, grandes homens e grandes mulheres que deram e continuam a dar a sua vida, a abdicar da sua liberdade, por grandes causas, por aquilo que consideram certo, justo, simplesmente porque não conseguem calar o seu Eu interior, porque são demasiado genuínos para deixarem de ser eles próprios.

 

Fui enganado anos e anos da minha vida (nisto e noutras coisas) e fico f***** pelo facto de ninguém ter ousado esclarecer-me atempadamente. Os maus são livres. Os bons estão presos a causas e presos no sentido literal da palavra. E eu que sempre pensei que bastaria ter uma boa conduta para nunca chegar a sentir-me cingido a uns quantos metros quadrados. Afinal basta ter fortes princípios de justiça a agir em conformidade com estes, para chegar a ficar preso.

 

Mesmo esquecendo a quantidade de políticos, autarcas, advogados e muitas altas patentes disto e daquilo que estão livres, sendo corruptos, ladrões, pedófilos, que corrompem e se deixam corromper, centrando-nos por exemplo no actual ensino em Portugal, é fácil compreender como um Excelente professor se pode tornar de um momento para o outro em homicida ou simplesmente ficar "atrás das grades" por instigar à necessária "desordem" social que parece mais que nunca, necessária.

 

 

NOTA:

Deixei de saber o que é ser-se Professor em Portugal e o que significa Ensinar, ao fim de uma década de ensino.

Se alguém me puder aclarar neste ponto, ficaria extremamente grato.

 

Brama

 

 


publicado por Brama às 13:27
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De pinguim a 4 de Outubro de 2008 às 15:39
Ás vezes, nós bloguistas, sofremos de um "mal" crónico: falta de assunto para postar.
É curioso, como tu, em dois dias seguidos me dás motivos para dois posts: um, que já te referi, sobre os professores e agora sobre a justiça deste nosso Portugal; há já muito que penso relatar um caso, muito pessoal, e só não o fiz até agora, porque além de pessoal, envolve terceiros; mas que é revoltante e me tem feito pensar se não vale mesmo a pena ser desonesto ou assaltante ou sei lá o quê, para ao menos encontrar justificação para certas coisas que nos acontecem na vida; mas como houve muito recentemente um desenvolvimento do caso, acho que vou mesmo contar a história...
Tu é mesmo fonte de inspiração, caramba...
Abração.


De Brama a 5 de Outubro de 2008 às 02:19
Bem pinguim, obrigado por tantos elogios. Eu todos os dias tenho montes de coisas que gostaria de postar ... o meu problema é mais a falta de tempo ou até disposição, do que a falta de assunto.

Perguntas se vale ou não a pena ser desonesto ou assaltante!!! ... bem, se for em Portugal e estiveres, de preferência bem relacionado, claro que vale a pena. Além do Carlos Cruz que ainda vai ficar milionário e receber uma choruda indemnização pelo tempo em que esteve preso, conheces mais algum corrupto ou criminoso, desses com dinheiro e títulos, que esteja preso?! ... facilmente verificarás que o crime em Portugal compensa e bem.

abraços


De graduated_Fool a 5 de Outubro de 2008 às 14:45
Não sabes o que é ser, hoje, professor em Portugal? Eu sei. E tu também...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. SIA Lentil

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Sem "papas na língua", co...

. Heartbeat Educação

. Que seria de nós sem um G...

. Como estamos em Ditadura ...

. Born Free

. MDNA, in full conviction!

. Cheikh N`Digel Lô e MDNA

. É assim que Shanghai pens...

. Aziza Mustafa Zadeh

. O tempo é escasso

. Só para relaxar um pouco ...

. Mulher que mata qualquer ...

. She give me money ... whe...

. Ainda estou vivo

. Because of You ...

. Inté

.arquivos

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Junho 2012

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds