Sexta-feira, 3 de Abril de 2009

O Palhaço

Teresinha Violácea de Vasconcelos, é uma menina laroca, muito viva e airosa, de gelatinosos e densos olhos de esmeralda e longos caracóis dourados. Tem 7 anos e vende energia. Na escola é aluna exemplar, tem um raciocínio vivo e já apanhou toda a explicação da professora quando os seus colegas ainda estão a "apanhar bonés". É exímia em todas as matérias e assimila ao segundo, tudo o que lhe ensinam. Mas, apesar de tudo, Teresinha, tratada por menina V.V. pelos pais, é muito caprichosa, retém tudinho o que lhe dizem, para o bem e para o mal e tem uma extrema dificuldade em aceitar um não ... não fosse ela filha única habituada a todas as mordomias por parte dos papás. Sua mãe, Ursulina Tomásia Júlia Virtuosa de Vasconcelos, é investigadora num laboratório de Química e acérrima defensora dos direitos dos animais, pertencendo a uma Associação de defesa e salvaguarda do Panda gigante e participando frequentemente como activista em acções contra o uso de peles naturais e contra a utilização do marfim em peças decorativas. Seu pai, Simplício Iguanodonte de Vasconcelos, é um reconhecido biólogo marinho que se dedica, nos seus tempos livres, à criação de cães da raça Golden Retriever, estudando ainda o comportamento dos papa-formigas em ambiente artificial. Neste momento tem apenas uma cadela que brevemente dará à luz 4 lindos cãezinhos, mais algumas semanitas. Ambos têm, apesar das suas profissões, grandes heranças familiares. Teresinha adora que a mãe lhe vista vestidinhos amarelos (fica histérica quando a mamã lhe veste um) e adora que lhe façam tranças com laços verdes. Tem a maior colecção de Barbies das redondezas, causando inveja a todas as amiguinhas, quando estas vão lá a casa. A sua mãe até lhe criou uma pequenina divisão, de 50m2,  junto ao quarto só para as suas bonecas, peluches, jogos e todas as demais exigências de uma criança socialmente privilegiada. Recentemente a mãe quisera-lhe oferecer uma nova colecção de bonecas, as "Supra-sumo", ideia imediatamente declinada por Teresinha que entende estas serem muito roliças e com os pés chatos, o que não tem classe nenhuma e resultaria pessimamente no seu quarto. Teresinha revela um espírito crítico e um sentido estético ímpares para alguém da sua idade, deixando com frequência os paizinhos boquiabertos com as conjecturas que engendra e os elaborados discursos que apresenta. Os paizinhos sentem-se orgulhosos por terem uma princesa tão inteligente e expedita.

O circo chegou à cidade. O papá Simplício achou por bem premiar a sua menina V.V. com uma ida ao circo. Seria nesse fim-de-semana. Teresinha ficou histérica com a ideia e lá foram. Teresinha captou todos os momentos do espectáculo, parecia hipnotizada. Os papás não gostaram particularmente dos números com os animais e, sobretudo a mamã, teve uma discussão feia com os organizadores, por causa dos maus tratos que estes certamente inflingiam aos felinos. Ameaçou levar o caso a tribunal e sujeitá-los a pesadas sanções e chamou-os de assassinos e violadores dos direitos dos animais. Teresinha fez uma birra porque queria levar os palhaços para casa. O papá explicou à sua princesa que era impossível levar aqueles palhaços para casa porque eram pessoas e não bonecos. Teresinha não se deixou convencer e, em desespero de causa, avançou com a hipótese de os manter a recibos verdes em casa, podendo estes tratar dos 600m2 de jardim da sua casa, assim como da piscina e do court de ténis. O papá retorquiu que já tinham um jardineiro para esse fim e Teresinha ficou fula com a resposta, amuou, bufou, cerrou os dentes e ameaçou com a linha telefónica de defesa da criança em risco. Entretanto a mamã já estava a tirar os dados dos funcionários do circo para mover uma acção contra este, quando o papá Simplício a chamou para irem dali o mais depressa possível. Teresinha estava louca de nervos e a sua veia jugular formava uma bola inflamada de raiva. O papá, não querendo ver a sua menina triste e aborrecida, prometeu-lhe então comprar um magnífico palhaço pelo aniversário, que seria dali a duas semanas. Teresinha ficou radiante. A mamã Ursulina não ouvira, ia muito concentrada a procurar o contacto do seu advogado, para procurar a melhor solução e mover uma acção jurídica contra aquela gente. Teresinha comportou-se muito bem nos dias seguintes, esperando que o papá lhe oferecesse o mais fantástico palhaço já concebido e imaginado. Não voltou a relembrá-lo da oferta que lhe prometera, pois sabia que o seu papá odiava que o relembrassem sistematicamente de algo que já prometera antecipadamente. Chegaria o dia e obviamente, ela teria o palhaço mais impressionante e belo, alguma vez visto, de sempre e para sempre. Teresinha estava tão excitada que mal conseguia dormir durante a noite. A sua magnífica colecção de Barbies parecia-lhe agora mais trivial que nunca ... um conjunto de bonecas cor-de-rosa meio aparvalhadas, todas com um sorrisinho artificial, umas ridículas de umas bonecas com arzinho de loiras-burras. Ela ao menos era loira, mas hiper-inteligente. Os dias passaram e Teresinha estava cada vez mais desnorteada ... o seu palhaço estaria a caminho, em breve ela poderia apertar-lhe o narizinho vermelho. Como seria o seu palhaço? ... preferiu não alimentar mais expectativas. Fosse como fosse, seria naturalmente o melhor dos melhores, o mais belo dos belos, o mais lindo dos lindos, o soberbo dos soberbos e ... as suas amiguinhas ficariam com taaanta inveeeeja. Ai como Teresinha ficava excitada e fora de si, só de imaginar os olhos invejosos das suas amiguinhas, quando esta lhes apresentasse o seu palhaço .... isso ainda lhe dava mais prazer, não só ter o palhaço, como imaginar a cara de suas amiguinhas quando o apresentasse. Seria um momento inesquecível ... elas perceberiam a partir de então quem manda afinal e a quem têm de respeitar. Elas já a respeitavam e temiam ... mas a partir do momento em que tivesse o seu palhaço ... a partir daí a conversa seria outra, oh se seria. Bem, aproximou-se o dia de aniversário mas ... algo aconteceu entretanto que trocou as voltas a Teresinha. Os papás não poderiam passar consigo o dia de aniversário. Para Teresinha foi um escândalo aquilo que se estava a passar, não poderia ser verdade ... era a primeira vez que os papás não iriam estar consigo no seu dia de aniversário. O que se passava afinal? ... a mamã precisava ir com a máxima urgência ao Alaska e ao Canadá juntamente com um grupo de activistas, fazer uma barreira de protecção das focas-bebé, contra os ataques inqualificáveis dos caçadores furtivos. Essa era agora a prioridade máxima da Sra. Ursulina Tomásia ... ela estava cega por dar uns bons pares de chapadas naqueles assassinos e o marido, o Sr. Simplício Iguanodonte teria de ir ajudá-la, como é lógico. Ele é um homem bem mais calmo e não se imaginava de todo, a correr os caçadores à chapada, mas estava fora de questão não acompanhar a esposa, seria uma decepção para esta. Lá foram ... e para desgraça de Teresinha, na véspera do seu aniversário. Esta ficaria com a avó, a D. Girondina Virtuosa, senhora de grande virtuosismo. Teresinha estava louca de ódio e raiva e para agravar  tudo, ficaria com a avó que ela considerava básica e de pensamento lento. Não tinha paciência para a acompanhar nas brincadeiras e não entendia o seu discurso. Teresinha espumava e arrepelava-se toda e nem sequer ponderou que, quando acordasse no dia seguinte, não estivesse o super palhaço à sua espera num mega-embrulho de aniversário. A verdade é que no dia seguinte ... o palhaço não estava em casa. Teresinha sentiu um raio de ódio atravessar-lhe o corpo todo e quem sofreu naqueles dias foi a avó materna. Teresinha massacrou a avó até mais não e os papás só chegariam dali a um mês. Entretanto nasceram os lindos cãezinhos Golden Retriever e não eram 4, eram 5 lindos e gordinhos cãezinhos de um tom amarelo clarinho tão lindo. A avó estava radiante com os cãezinhos e apressou-se a ajudar a mãe cadela em todos os preparos. Teresinha odiava tudo à sua volta, tinha o diabo no frágil corpito. Como era possível o seu pai ter ousado esquecer-se do seu palhaço, do palhaço que lhe prometera !!! Ele jamais tinha falhado uma promessa ... jamais. Porém agora tinha-o feito categoricamente, sem o menor pudor. Teresinha passou-se de vez, assaltada por um ódio que, ainda hoje não consegue explicar, pegou nos 5 ternurentos cãezinhos e afogou-os num alguidar de água. A mãe cadela estava desconsolada, chamava pelos filhotes em todo o lado ... a avó chorava compulsivamente e não compreendia a atitude de sua neta. Faltavam apenas dois dias para os papás chegarem e Teresinha tinha satanás no corpo. Destruíu o jardim de casa, empurrou a avó para a piscina (só resistiu com a ajuda do jardineiro que a puxou para fora), colocou as Barbies todas na casota da cadela Golden Retriever, queimou os cortinados Versace da mamã e pior que tudo, meteu no lixo a colecção de moedas e selos antigos do papá. A avó Girondina não sabia que fazer para acalmar Teresinha. Teresinha estava absolutamente possessa e só acalmou quando viu os pais voltar a casa. Estes entraram com o mais belo palhaço que alguma pudera conceber, de tal forma belo que só a sua luminosidade inundara toda a entrada da casa. Teresinha não conseguiu emitir uma palavra e ficou prostrada de joelhos e de boca aberta perante tanta e tão extraordinária beleza. Os olhos dos pais encheram-se de lágrimas. A avó ... essa estava a soro no hospital mais próximo.

 

Brama

 


publicado por Brama às 19:34
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De pinguim a 3 de Abril de 2009 às 23:55
Digno de Ionesco...


De graduated_Fool a 6 de Abril de 2009 às 14:18
Adorei!

Defendem-se os animais e cria-se um em casa que mata os outros.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. SIA Lentil

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Sem "papas na língua", co...

. Heartbeat Educação

. Que seria de nós sem um G...

. Como estamos em Ditadura ...

. Born Free

. MDNA, in full conviction!

. Cheikh N`Digel Lô e MDNA

. É assim que Shanghai pens...

. Aziza Mustafa Zadeh

. O tempo é escasso

. Só para relaxar um pouco ...

. Mulher que mata qualquer ...

. She give me money ... whe...

. Ainda estou vivo

. Because of You ...

. Inté

.arquivos

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Junho 2012

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds