Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

Na Cova da Iria ... Iô!

(Imagem retirada da Internet)

 

Dia:    13 de Maio de 1917 

Local: Sobre uma azinheira, na Cova da Iria

Acontecimento: Alucinação pela fome ou ... Discussão doméstica?!

 

1ª Versão:

 

Três humildes e pobres pastorinhos de tenra idade (Lúcia dos Santos, 10 anos;  Jacinta Marto, 7 anos; e Francisco Marto, 9 anos), através de uma combinação imbrincada de direcção dos raios solares e irradiação terrestre, bem como outros fenómenos atmosféricos precisos, associados à sua pureza e ingenuidade, agravados de uma estado de subnutrição extrema, juram ter visto uma aparição divina dos céus, de forma humana e emitindo sons e palavras. Na calma campestre que os envolvia, a alucinação foi geral e dimensionada às três crianças. Elas de facto viram ... padecendo de fome, elas viram o que dizem, mas não o que é.

 

 

2ª Versão:

 

A jovem Maria de Fátima, após feia discussão com o senhor seu pai (pelas já conhecidas incompatibilidades políticas), em pleno dia de seu matrimónio, decide, imbuida do já rebelde mau feitio que a caracteriza, abandonar a casa e ... lívida e chorosa, mas de geniozinho retorcido ... foge pelos campos, erguendo o longo vestido branco, poupando-o o melhor possível ao lamaçal. Ainda em casa, no momento da alegada  fuga,  vira -se para o senhor seu pai, cuspindo uns quantos impropérios, grita palavras de ordem e chantageia, ameaçando suicidar-se, atirando-se de uma azinheira próxima.

No momento em que, com dificuldade se preparava para subir ao vegetal, numa irritabilidade conjunta de reter as lágrimas, acalmar o descontrolado sistema nervoso, tentar descalçar-se para melhor trepar e ajeitar o melhor possível o longo, pesado e complicado vestido, aproximam-se três ternas criancinhas. Assustada pela surpresa de não estar só, tenta trepar para a azinheira com mais rapidez, furtando-se o melhor possível ao alcance de qualquer um que a desmotivasse do acto já mentalizado. Os três pequenos acercam-se e rodeiam a árvore num misto de espanto, maravilha e algum receio também; nunca antes haviam visto um ser tão belo, cheio de luz e um vestido que, não sendo decotado, assentava belíssimamente bem naquelas esfíngicas formas corporais. Estavam boquiabertos perante semelhante visão. Sentindo-se absolutamente embaraçada, mas apaziguando ante seis olhinhos palpitantes de admiração, sentiu seu ego alimentado e acalmou-se, estupidificando tresloucado acto que ameaçava executar. Evidentemente emocionada, Maria de Fátima, no fundo uma excelente pessoa, decidiu então contar uma história aos três meninos. Deu para perceber que não estava habituada a lidar com crianças, ignorando as necessárias técnicas de pedagogia infantil, pois começou com um discurso algo político, numa linguagem no mínimo, "milagrosa" para os jovenzinhos. Apresenta-lhes uma visão do inferno: aqui acho que agiu mal, coitados daquelas sofridas e esfaimadas crianças, assustadas com a possibilidade de estarem condenadas a penas eternas, depois de passarem tanto até ao momento. Explica-lhes, qual vidente, que a guerra terminará, mas poderá começar outra vez se os homens assim o entenderem, no reinado de Pio XI ( que milagre ou segredo esquisito e algo incongruente!). Para finalizar e baralhar ainda mais, os singelos e massacrados cerebrozinhos, fala do fim do comunismo, da conversão da Rússia. Por favor! que grande seca apanham as crianças que nem ler e escrever saberiam. Como se não bastasse, assaltada por uma necessidade de cruel sadismo, anda a perseguir as crianças, aparecendo outras vezes a Lúcia. No meio desta possivel explicação, fico com pena dos mocinhos, que sofreram do início ao fim, de pobrezinhos e perseguidos.

 

 Podem chamar-me herege por abordar a aparição de Fátima desta forma jocosa, mas de facto, se alguém se pode sentir pessoalmente lesado ou ofendido, também eu tenho direito a sentir-me lesado e enganado por um acontecimento no mínimo desprovido de qualquer lógica e sentido. Este acontecimento é antes de mais, político, tem objectivos políticos no tempo em que surge e é, depois sustentado, igualmente por questões políticas e económicas. O Santuário de Fátima dá imenso jeito ao bolso de muita gente hipócrita e falsamente religiosa ... e para quê uma nova Basílica?! não entendo ... alguém entende?! 

 

E foi assim na Cova da Iria, que apareceu Fátima a Virgem Maria ... Iô, Iô ...tá-se bem

 

                                                                                                               Brama

sinto-me:
música: E foi assim, na cova da Iria, iô!

publicado por Brama às 10:49
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Maria a 2 de Outubro de 2007 às 12:45
Eu vou mais para a segunda versão!! A Martia era (ou é) ganda maluca!!! ;)


De The Tales Maker a 2 de Outubro de 2007 às 12:58
Achei piada às tuas versões rapaz. Por um lado, acho que um pouco de sentido de humor, não faz mal a ninguém, mas em certas questões, enfim, prefiro não me meter muito ao barulho. Não é tanto numa questão de fé, mas mais de respeito. Se quero que os outros me respeitem, devo também respeitar os gostos, a maneira de ser, a entidade e crenças dos outros.
Num aspecto concordo contigo. Para que gastar rios de dinheiro numa Basílica Nova e sim, há por aí muito falso relisioso a ganhar à conta da inegenuidade de muito crente, principalmente dos mais pobres.


De Graduated Fool a 2 de Outubro de 2007 às 20:20
Já não vi isto num suspeito blog qualquer?

A parte do "IÔ" é que acho muito despropositada porque odeeeeeeeio esse tipo de linguajar.
De resto, as hipóteses são muitas, a que vejo como menos provavel é, obviamente, aquela que a maioria dos portuguesinhos aceita.


De Brama a 2 de Outubro de 2007 às 23:33
A parte do "Iô" foi pensada com esse sentido mesmo, criar uma letra para uma música rap ou hip hop, explicativa da aparição de Fátima na Cova da Iria ... só não o fiz, porque perdi algum tempo com o texto e depois voltei ao trabalho e já não tive tempo


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 4 seguidores

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. SIA Lentil

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Crato no "Mundo Perdido" ...

. Sem "papas na língua", co...

. Heartbeat Educação

. Que seria de nós sem um G...

. Como estamos em Ditadura ...

. Born Free

. MDNA, in full conviction!

. Cheikh N`Digel Lô e MDNA

. É assim que Shanghai pens...

. Aziza Mustafa Zadeh

. O tempo é escasso

. Só para relaxar um pouco ...

. Mulher que mata qualquer ...

. She give me money ... whe...

. Ainda estou vivo

. Because of You ...

. Inté

.arquivos

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Junho 2012

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds