Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

E para os que continuam cépticos ...

 

 

Às 08h10 preparo-me para mostrar o filme-documentário "An Inconvenient Truth - A Global Warming" na minha direcção de turma do 9ºano, um excelente documentário cujo tema central se prende com as alterações climatéricas, geográficas, ecológicas, ... derivadas do Aquecimento Global da Terra. Este documentário, apresentado por Al Gore, pretende sensibilizar a população em geral, bem como os líderes das grandes potências responsáveis por este flagelo ambiental, para a gravidade do que se está a passar na Terra em espaços de tempo cada vez mais diminutos. As consequências serão gravíssimas para todo o equilíbrio do sistema Terra incluindo o próprio Homem pelo que urge tomar medidas rápidas e drásticas e de uma vez por todas, colocar os interesses político-económicos em segundo plano.  Penso que, apesar dos apesares, a minha turma esteve bastante atenta a todo o documentário (por vezes, aulas ao primeiro tempo da manhã fazem milagres!), compreendeu a mensagem, até porque, imediatamente a seguir tinha uma ficha de trabalho com questões muito específicas sobre o visionamento deste.

Ainda durante a manhã, meio do dia e tarde, instala-se o caos na área de Lisboa com a quantidade de água que, subitamente se fez precipitar, trazendo inundações, desabamentos de terra, queda de árvores, arrastamento de veículos e inclusivamente, morte. Também aqui pelo "reino dos algarves" a coisa este um pouco feiosa. Estes fenómenos ocorrem com uma frequência cada vez maior, surpreendendo tudo e todos. Queixamo-nos que tem chovido pouco neste ano e ... assim de um momento para o outro eis que, de assalto, sentimos a devastação da força bruta das águas.

 

Que significa isto afinal? Será que é apenas coincidência? Ainda alguém crê que derive apenas de uma situação perfeitamente normal e esperada nesta altura do ano? Ou, ao invés, será isto a resposta da Terra face à cegueira do Homem? Qual é a parte de tudo isto que o Homem ainda prefere não entender?

 

Apesar dos apesares, toda esta (in)feliz coincidência (referindo-me a mim próprio), serviu perfeitamente para ilustrar aos meus alunos, já que estes carecem de "memória mais longa", com um espaço de tempo útil, que toda esta situação é bem real e não tem espaço para qualquer visão mais ou menos humorista.

 

Até quando as grandes potências económicas decidirão ignorar a mensagem da Terra?

O que é necessário fazer para que entendam que estão a envenenar irremediavelmente a sua única casa?

 

                                                                                                                                                 Brama

 

 


publicado por Brama às 20:02
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 4 seguidores

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. E para os que continuam c...

.arquivos

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Junho 2012

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds